AMAZÔNIA

AMAZÔNIA
GENTE DA MESMA FLORESTA

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

A TEMPO MEU E TEU


Zé Miguel

 

Não sei de que rio venho

Mas deságuo em ti

toda a minha paixão

Faça de mim então a foz

do teu contentamento

E desabroche feito flor

na primavera

Como quem espera enfim

Viver ardentemente o amor

 

Entre pela porta entreaberta

do meu sentimento

E tome posse dos meus afluentes

Porque de que rio venho não sei

Mas águas mansas te revelarei

Se no meu colo deitares teu tormento

 

De posse do advento

Aqui revelado

Do teu arfante seio

Junto ao peito meu

Há de brotar talvez

Futuro e presente

Amor eterno a tempo

Meu e teu

 

Nenhum comentário:

SEJAM BEM VINDOS(AS) AO MEU"CANTO"

"Sejam bem vindos todos e todas que se importam com os outros, que se inquietam e manifestam suas inquietações, todos e todas que acharem que podem fazer a diferença... Quem sabe fazendo diferente... Todos e todas capazes de se emocionar com uma canção... Com a sutileza da beleza de uma flor... Todos e todas que acreditam na força verdadeira do amor"